Construindo relações sem hierarquias

3+

Users who have LIKED this post:

  • avatar
Compartilhe

Construindo relações sem hierarquias

Os momentos de não capitalismo, não coerção e não hierarquia, são os momentos em que mais gostamos da companhia das outras pessoas…

Todas as pessoas, em certa medida, estão sendo controladas por outras pessoas que não entendem ou que não se preocupam com o que quereremos e com o que necessitamos – gerentes, proprietários, credores, polícia, tribunais, políticos. E todas nós exercemos poder sobre as outras pessoas, em diferentes graus – em casa, na escola, no trabalho e nas amizades.

Como vamos quebrar este sistema de controle, onde todas nós, de bom ou mau grado, exercemos poder sobre as outras pessoas, forçando-as em ações que elas prefeririam não fazer?

Uma solução é contestar e oferecer alternativas às regras, líderes e hierarquias que estão em grande parte em nossa vida quotidiana e na maneira que moldam nossa função na sociedade. Temos que desenvolver um entendimento diferente do poder – onde as pessoas possam trabalhar uma com as outras, em vez de tentar comandar e controlar. Temos que procurar maneiras de se relacionar sem hierarquia e líderes.

Nós do Cultive Resistência, disponibilizamos um pequeno zine sobre as tomadas de decisão por consenso, para já começarmos a exercer e a entender como podemos trabalhar em nossos coletivos de forma não opressora e levar, também, esses princípios para a nossa vida cotidiana, seja onde você estiver e com que pessoas tiver.

O consenso  tem como objetivo o compromisso de encontrar soluções que sejam aceitáveis para todas as pessoas. Ao invés de votar por algo, de impor algo à alguém, o consenso trabalha criativamente, levando em conta a necessidade de todas as pessoas. O consenso é a busca por um terreno comum, com decisões tomadas com o diálogo entre iguais, que levam a sério todas as pessoas e que reconhecem as pessoas em matéria de igualdade de direitos. Nenhuma decisão será feita contra a vontade expressa de uma pessoa ou de uma minoria. O grupo sempre se adapta às necessidades das pessoas.

Consenso é sobre participação e igualdade de poder. Ele também pode ser um processo muito poderoso para construir comunidades e capacitar as pessoas. Outro benefício do consenso é a de que todas as pessoas possam concordar com a decisão final e, por isso, estarão muitos mais empenhadas em transformar realmente esta decisão em realidade.

Podemos trabalhar em consenso em todos os tipos de grupos: pequenos grupos, comunidades locais, empresas, mesmo nações inteiras e territórios. Entendendo o consenso, você vai notar que muitos de nossos atos, até mesmo no dia a dia, oprimem as pessoas, te colocam em uma situação de hierarquia e consequentemente no papel do opressor.

Faça o download do zine, tire cópia e distribua livremente. Leve para seu coletivo, converse na sua casa, com as pessoas à sua volta e comece a mudar sua comunidade. Uma sociedade que se organiza sem autoridade está sempre resistindo…

Instruções para baixar e montar o zine:

  1. Baixe os dois arquivos (frente e costas): consenso-frenteconsenso-costas
  2. Veja o vídeo abaixo e aprenda a dobrar o zine!
  3. Distribua livremente.

 

Posts relacionados

Comentários estão fechados